NOTA PÚBLICA

Senhores Servidores

Nos idos de 2008, ouvindo o clamor de inúmeros Analistas de todos os estados da federação, fundamos o SINAJUS e a ANAJUS em resposta ao descaso das entidades de classe de então com a nossa importante carreira de Analistas do PJU e MPU.

A FENAJUFE e Sindicatos ecléticos sempre contaram com a nossa aparente desmobilização em torno de nossa carreira, e implantaram políticas de desvalorização do tipo “todos fazem a mesma coisa”. Isso gerou perdas salariais intermináveis. Hoje, nos tornamos o pior salário de nível superior de todos os poderes da república.

Agora, como num passe de mágica, e logo após a mudança de entendimento do Ministério do Trabalho que reconheceu a representação sindical do SINAJUS (www.sinajus.org.br), essas entidades convocaram, pela primeira vez na história, um Coletivo de Analistas para “ouvir os seus interesses”, esquecendo-se que agora é tarde.

Hoje, os Analistas se uniram em torno do SINAJUS e da ANAJUS, e não aceitam mais ataques às suas atribuições, bem como o reiterado descaso com nossa importância dentro do conjunto de carreiras dos servidores do Poder Judiciário da União e do MPU.

Assim, RECOMENDAMOS a todos Analistas, que não compareçam a esses coletivos de última hora. Aos que comparecerem, além de respeitá-los integralmente, CONCLAMAMOS para que façam uso da palavra e digam “NÃO” aos coletivos; e “SIM” à fundação do SINAJUS – Sindicato Nacional dos Analistas do PJU e MPU (CNPJ 10.855.950/0001-51).

Atenciosamente,

Emídio Prata

Presidente Nacional do SINAJUS e demais Diretorias Executivas